Airbourne-Breakin’ Outta Hell (2016)- Resenha

Avaliação: 4 Stars (4 / 5)

Novo Black Sabbath, novo Led Zeppelin, novo Metallica. Todos que vivem no meio do rock ‘n’ rol com toda certeza já ouviram ou até disseram tal expressão. Há uma linha muito tênue que separa ser influenciado ou ser cópia de alguma banda. E apesar do Airbourne se localizar mais na segunda opção como uma imitação do AC/DC, é inegável que a banda tem muita qualidade e que ela não se importa com as comparações e alegações de cópia.

A banda além de surgida na Austrália, ainda possui dois irmãos em sua formação: Joel O’Keeffe (guitarra e vocal) e Ryan O’Keeffe ( bateria e vocal de apoio). Completam a banda David Roads (guitarra) e Justin Street (baixo e vocal de apoio). Breaking Outta Hell é o quarto disco do grupo, que estreou em 2007 com o álbum Running Wild (2007).

Com a volta do produtor Bob Marlette, que já trabalhou com Ozzy Osbourne e Alice Cooper e produziu o disco de estreia da banda, ele trouxe de volta uma produção mais suja, já que o último disco mostrava um Airbourne dando resquícios de que tentava se afastar de seu grupo mentor. E com isso, o som da banda continua sendo aquele rock ‘n’ roll extremamente energético e cativante, uma espécie de AC/DC mais rápido e pesado, apesar de aqui e ali vermos sutilmente algo de Motorhead nas músicas mais rápidas. A faixa título abre o disco com muito peso e com um refrão evocando o nome da música junto com os ótimos backing vocals; Rivalry tem um ritmo mais marcado, com outro refrão pegajoso; Thin The Blood tem uma veia punk, bem acelerada; enquanto It’s All For Rock ‘n’ Roll parece ser um tributo a Lemmy do Motorhead, devido à algumas passagens na música que remetem ao mesmo: “He Did it all, enough for you and me”; ” All around the world he left his mark, a million eardrums shattered like glass”.

Apesar de muita gente gostar da banda (eu, inclusive), ela é uma das que mais sofrem por serem acusadas de serem cópia de outro grupo. Não creio que há muito o que se inventar dentro do rock, então ao menos bandas como o Airbourne mantém  o espírito dos grandes nomes do estilo, e ainda lançam álbuns com boas músicas. Então se você ainda tem alguma preconceito coma  a banda, dê uma chance com Breakin’ Outta Hell. Faça um churrasco, chame os amigos, compre bastante cerveja e ouça com o volume no talo. Pois mesmo estando longe de ser original, é rock ‘n’ roll de verdade.

Curta nossa página no facebook na barra lateral direita e acompanhe nossos textos!

Comentários no Facebook