Grand Funk Railroad- On Time (1969)

1969 foi um ano definitivo para a música pesada. O Led Zeppelin e Allman Brothers Band Lançavam seus álbuns de estreia, Jimi Hendrix e Janis Joplin consolidavam-se como ídolos da juventude, Rolling Stones lançava Lei It Bleed, seu melhor trabalho até então, enquanto os Beatles vinham com Abbey Road e Yellow Submarine. Mas talvez um dos grandes discos daquele longínquo ano foi o primeiro de um trio que nada tinha de comercial: Grand Funk Railroad. Formada por Mark Ferner (guitarra e vocal), Don Brewer (bateria e vocal) e Mel Schacher (baixo), a banda é oriunda da violenta cidade de Flint, Michigan (EUA). Com One Time, a banda deu início a uma das trajetórias mais gloriosas dos anos 70.

As influências do grupo eram as mais pesadas na época: Cream, Jimi Hendrix, Rolling Stones e The Who. Junte isso à forte influências também da música negra e do funk/soul de Memphis, e o resultado era uma música cheia de peso, punch e bastante groove. O Grand Funk de cara conseguia uma identidade musical muito forte, unindo o peso do rock, com a malícia do funk. Logo em seu primeiro ano de vida, a banda foi selecionada para tocar no Atlanta Pop Festival, que era um dos festivais mas famosos daquela época. O grupo então explode no mundo e passa a ganhar fãs de todos os lugares. Meses depois, abrindo para o Led Zeppelin, enquanto eles iam roubando a cena noite após noite, o empresário Peter Grant chegou a desligar a energia do local para que o Grand Funk não terminasse seu show. Tudo isso só fazia a popularidade deles aumentar, nada poderia pará-los.

GFRR4
Banda tocando no Atlanta Pop Festival, em 1969.

A explosão sonora inicia-se com Are You Ready, simples e direta, mas com um groove invejável, ela se tornaria a escolha para abrir os shows da banda na época. Time Machine é mais cadenciada e traz uma levada bluesy muito deliciosa, enquanto T.N.U.C é uma longa jam com mais de 8 minutos de duração, e conta com um ótimo solo de bateria de Don Drewer. High On A Horse volta com o volume alto e conta com ótimos vocais de Mark Farner. Into The Sun possui uma influência de rock psicodélico, principalmente de bandas como Grateful Dead e até Country Joe And The Fish. Outro destaque é a crescente e melancólica Heartbreaker, que permaneceu nos shows da banda por muitos anos.

Gravado em apenas 3 dias (sim!), On Time possui um espírito tão forte que é possível imaginar a intensidade daqueles 3 dias de gravação. A musicalidade pungente que os integrantes possuíam foi fundamental para o sucesso da banda, que cresceu e melhorou ainda mais nos anos seguintes. Se você não viveu os anos 70 (como eu), o mais próximo dessa experiência que você pode chegar é ouvindo os primeiros álbuns do Grand Funk Railroad, mesmo que On Time tenha sido lançado em 69, estava muito à frente de seu tempo.

5 Stars (5 / 5)

Continue no site e leia nossos outros textos!

Comentários no Facebook